O comunismo não dá lugar a Deus ou a Cristo. 

Contexto da frase

Retirado do livro Strength to Love do capítulo "Como um cristão deve ver o comunismo?" de Martin Luther King Jr 

Trecho do texto:

Primeiro, o comunismo é baseado em uma visão materialista e humanista da vida e da história. De acordo com a teoria comunista, matéria, não mente ou espírito, fala a última palavra no universo. Tal filosofia é declaradamente secularista e ateísta. Sob ela, Deus é meramente uma invenção da imaginação, a religião é um produto do medo e da ignorância, e a igreja é uma invenção dos governantes para controlar as massas. Além disso, o comunismo, como o humanismo, prospera na grande ilusão de que o homem, sem ajuda de qualquer poder divino, pode salvar-se e introduzir uma nova sociedade.

Eu luto sozinho e ganho ou afundo 
Não preciso de ninguém para me libertar; 
Não quero que Jesus Cristo pense 
Que ele poderia morrer por mim.

Ateísmo frio envolto nas vestimentas do materialismo, o comunismo não dá lugar a Deus ou a Cristo.

No centro da fé cristã está a afirmação de que existe um Deus no universo que é o fundamento e a essência de toda a realidade. Um Ser de infinito amor e poder ilimitado, Deus é o criador, sustentador e consolador de valores. Em oposição ao materialismo ateísta do comunismo, o cristianismo postula um idealismo teísta. A realidade não pode ser explicada pela matéria em movimento ou pelo impulso e atração de forças econômicas. O cristianismo afirma que no coração da realidade está um Coração, um Pai amoroso que trabalha através da história para a salvação de seus filhos. O homem não pode salvar a si mesmo, pois o homem não é a medida de todas as coisas e a humanidade não é Deus. Preso pelas correntes de seu próprio pecado e finitude, o homem precisa de um Salvador. 

 

Fique por dentro das nossas publicações.

Curta nossa página no Facebook

 

Receba as últimas notícias da semana

Assine o informativo gratuito

captcha 

Artigos Relacionados